Normas de Acesso das Visitas

Conheça as normas e procedimentos de acesso aos serviços hospitalares que integram o Centro Hospitalar, nomeadamente no que se refere a visitas, acompanhantes, bem como outros acessos previstos.

O CHTMAD, em consonância com as recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS), e numa perspetiva de humanização dos cuidados de saúde e bem-estar psicossocial do utente | família | cuidadores, pretende retomar as visitas aos utentes nas suas unidades hospitalares.

Assim, as visitas aos doentes internados, funcionarão do seguinte modo:

No geral:

» Cada doente internado poderá receber, diariamente, duas visitas, com duração máxima de uma (1) hora, durante o período das 11h às 21h.

Em particular:

» Nas Puérperas, será permitida a presença da pessoa significativa por si indicada (é consentida a presença de irmãos com idade superior a 6 anos) no período das 11h às 21h.

» Em Pediatria e Neonatologia, é permitida a presença permanente de um acompanhante 24h por dia (pais ou quem legalmente os substitua). Poderá, também, receber a visita dos pais ou pessoa significativa/ representante legal, preferencialmente a mesma, durante todo o período do internamento. Em situações de internamento prolongado, é permitido o acesso aos irmãos com idade superior a 6 anos.

» Em Psiquiatria, cada doente internado poderá receber, diariamente, até duas visitas, preferencialmente familiares diretos, pessoa significativa e representante legal. As visitas terão uma duração máxima de trinta (30) minutos, durante o período das 14 horas às 18h e 30.

» Em Medicina Intensiva (SMI), cada doente poderá receber a visita de duas pessoas (pode ocorrer em simultâneo), preferencialmente familiares diretos, pessoa significativa e representante legal. É consentida a visita em dois períodos diários de visita, para o mesmo doente, entre as 11h e as 19h e 30. A visita terá uma duração máxima de 30 minutos.

» Na Unidade Coronária (UC), cada doente poderá receber até duas visitas (não em simultâneo), por um período máximo de 30 minutos (cada). As visitas terão uma duração máxima de trinta (30) minutos, nos seguintes tempos,13h às 14h, 15h e 30 às 16h e 30, e 19h às 20h.

» No Serviço de Urgência (SU), é permitido um acompanhante em permanência (em ambulatório).

» Aos doentes COVID-19, é permitida a visita de uma (1) pessoa, por um período máximo de 30 minutos, entre as 11h e as 21h.

 

Antes da visita deverá saber que:

» O agendamento da visita é obrigatório e obedece a marcação prévia, realizada através das relações públicas, de forma presencial, por telefone ou email, no período das 9 às 18 horas. 

» O visitante deve fornecer nome completo, contacto telefónico válido e email.

» Não deve realizar a visita ao doente se percecionar sintomas sugestivos de COVID-19 (febre, mialgias, tosse, perda de olfato ou paladar, diarreia) ou nas situações em que tenha tido contacto com pessoas com COVID-19 ou com estes sintomas.

» O uso da máscara cirúrgica é obrigatório para qualquer pessoa com idade superior a 10 anos.

 

Durante a visita:

» Deverá terminar a visita sempre que seja informado pelo profissional de saúde para o fazer.

» Não deverá utilizar as instalações sanitárias dos doentes.

» Não deverá interagir com outros doentes ou visitas.

» Não deverá levar e/ou entregar ao doente quaisquer objetos pessoais, géneros alimentares ou outros produtos, sem autorização prévia.

 

Depois da visita deverá:

» Se nas 48 horas seguintes à visita desenvolver sintomas sugestivos de COVID-19 ou apresentar um resultado positivo para SARS-CoV-2, deve avisar o serviço através do telefone 259 300 500.

 

Para agendar visitas contacte:

.: vila real :.

email: rpublicas@chtmad.min-saude.pt

tel.: 259 300 500 

.: chaves :.

email: rpublicasch@chtmad.min-saude.pt

tel.: 259 300 500 | ext.: 1200

.: lamego :.

email: rpublicasla@chtmad.min-saude.pt

tel.: 259 300 500 | ext.: 2240

 

O CHTMAD, em consonância com as recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS), e numa perspetiva de humanização dos cuidados de saúde e bem-estar psicossocial do utente | família | cuidadores, pretende retomar as visitas aos utentes nas suas unidades hospitalares.

Assim, as visitas aos doentes internados, funcionarão do seguinte modo:

No geral:

» Cada doente internado poderá receber, diariamente, duas visitas, com duração máxima de uma (1) hora, durante o período das 11h às 21h.

Em particular:

» Nas Puérperas, será permitida a presença da pessoa significativa por si indicada (é consentida a presença de irmãos com idade superior a 6 anos) no período das 11h às 21h.

» Em Pediatria e Neonatologia, é permitida a presença permanente de um acompanhante 24h por dia (pais ou quem legalmente os substitua). Poderá, também, receber a visita dos pais ou pessoa significativa/ representante legal, preferencialmente a mesma, durante todo o período do internamento. Em situações de internamento prolongado, é permitido o acesso aos irmãos com idade superior a 6 anos.

» Em Psiquiatria, cada doente internado poderá receber, diariamente, até duas visitas, preferencialmente familiares diretos, pessoa significativa e representante legal. As visitas terão uma duração máxima de trinta (30) minutos, durante o período das 14 horas às 18h e 30.

» Em Medicina Intensiva (SMI), cada doente poderá receber a visita de duas pessoas (pode ocorrer em simultâneo), preferencialmente familiares diretos, pessoa significativa e representante legal. É consentida a visita em dois períodos diários de visita, para o mesmo doente, entre as 11h e as 19h e 30. A visita terá uma duração máxima de 30 minutos.

» Na Unidade Coronária (UC), cada doente poderá receber até duas visitas (não em simultâneo), por um período máximo de 30 minutos (cada). As visitas terão uma duração máxima de trinta (30) minutos, nos seguintes tempos,13h às 14h, 15h e 30 às 16h e 30, e 19h às 20h.

» No Serviço de Urgência (SU), é permitido um acompanhante em permanência (em ambulatório).

» Aos doentes COVID-19, é permitida a visita de uma (1) pessoa, por um período máximo de 30 minutos, entre as 11h e as 21h.

 

Antes da visita deverá saber que:

» O agendamento da visita é obrigatório e obedece a marcação prévia, realizada através das relações públicas, de forma presencial, por telefone ou email, no período das 9 às 18 horas. 

» O visitante deve fornecer nome completo, contacto telefónico válido e email.

» Não deve realizar a visita ao doente se percecionar sintomas sugestivos de COVID-19 (febre, mialgias, tosse, perda de olfato ou paladar, diarreia) ou nas situações em que tenha tido contacto com pessoas com COVID-19 ou com estes sintomas.

» O uso da máscara cirúrgica é obrigatório para qualquer pessoa com idade superior a 10 anos.

 

Durante a visita:

» Deverá terminar a visita sempre que seja informado pelo profissional de saúde para o fazer.

» Não deverá utilizar as instalações sanitárias dos doentes.

» Não deverá interagir com outros doentes ou visitas.

» Não deverá levar e/ou entregar ao doente quaisquer objetos pessoais, géneros alimentares ou outros produtos, sem autorização prévia.

 

Depois da visita deverá:

» Se nas 48 horas seguintes à visita desenvolver sintomas sugestivos de COVID-19 ou apresentar um resultado positivo para SARS-CoV-2, deve avisar o serviço através do telefone 259 300 500.

 

Para agendar visitas contacte:

.: vila real :.

email: rpublicas@chtmad.min-saude.pt

tel.: 259 300 500

.: chaves :.

email: rpublicasch@chtmad.min-saude.pt

tel.: 259 300 500 | ext.: 1200

.: lamego :.

email: rpublicasla@chtmad.min-saude.pt

tel.: 259 300 500 | ext.: 2240

O CHTMAD, em consonância com as recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS), e numa perspetiva de humanização dos cuidados de saúde e bem-estar psicossocial do utente | família | cuidadores, pretende retomar as visitas aos utentes nas suas unidades hospitalares.

Assim, as visitas aos doentes internados, funcionarão do seguinte modo:

No geral:

» Cada doente internado poderá receber, diariamente, duas visitas, com duração máxima de uma (1) hora, durante o período das 11h às 21h.

Em particular:

» Nas Puérperas, será permitida a presença da pessoa significativa por si indicada (é consentida a presença de irmãos com idade superior a 6 anos) no período das 11h às 21h.

» Em Pediatria e Neonatologia, é permitida a presença permanente de um acompanhante 24h por dia (pais ou quem legalmente os substitua). Poderá, também, receber a visita dos pais ou pessoa significativa/ representante legal, preferencialmente a mesma, durante todo o período do internamento. Em situações de internamento prolongado, é permitido o acesso aos irmãos com idade superior a 6 anos.

» Em Psiquiatria, cada doente internado poderá receber, diariamente, até duas visitas, preferencialmente familiares diretos, pessoa significativa e representante legal. As visitas terão uma duração máxima de trinta (30) minutos, durante o período das 14 horas às 18h e 30.

» Em Medicina Intensiva (SMI), cada doente poderá receber a visita de duas pessoas (pode ocorrer em simultâneo), preferencialmente familiares diretos, pessoa significativa e representante legal. É consentida a visita em dois períodos diários de visita, para o mesmo doente, entre as 11h e as 19h e 30. A visita terá uma duração máxima de 30 minutos.

» Na Unidade Coronária (UC), cada doente poderá receber até duas visitas (não em simultâneo), por um período máximo de 30 minutos (cada). As visitas terão uma duração máxima de trinta (30) minutos, nos seguintes tempos,13h às 14h, 15h e 30 às 16h e 30, e 19h às 20h.

» No Serviço de Urgência (SU), é permitido um acompanhante em permanência (em ambulatório).

» Aos doentes COVID-19, é permitida a visita de uma (1) pessoa, por um período máximo de 30 minutos, entre as 11h e as 21h.

 

Antes da visita deverá saber que:

» O agendamento da visita é obrigatório e obedece a marcação prévia, realizada através das relações públicas, de forma presencial, por telefone ou email, no período das 9 às 18 horas. 

» O visitante deve fornecer nome completo, contacto telefónico válido e email.

» Não deve realizar a visita ao doente se percecionar sintomas sugestivos de COVID-19 (febre, mialgias, tosse, perda de olfato ou paladar, diarreia) ou nas situações em que tenha tido contacto com pessoas com COVID-19 ou com estes sintomas.

» O uso da máscara cirúrgica é obrigatório para qualquer pessoa com idade superior a 10 anos.

 

Durante a visita:

» Deverá terminar a visita sempre que seja informado pelo profissional de saúde para o fazer.

» Não deverá utilizar as instalações sanitárias dos doentes.

» Não deverá interagir com outros doentes ou visitas.

» Não deverá levar e/ou entregar ao doente quaisquer objetos pessoais, géneros alimentares ou outros produtos, sem autorização prévia.

 

Depois da visita deverá:

» Se nas 48 horas seguintes à visita desenvolver sintomas sugestivos de COVID-19 ou apresentar um resultado positivo para SARS-CoV-2, deve avisar o serviço através do telefone 259 300 500.

 

Para agendar visitas contacte:

.: vila real :.

email: rpublicas@chtmad.min-saude.pt

tel.: 259 300 500

.: chaves :.

email: rpublicasch@chtmad.min-saude.pt

tel.: 259 300 500 | ext.: 1200

.: lamego :.

email: rpublicasla@chtmad.min-saude.pt

tel.: 259 300 500 | ext.: 2240