27/01/2022

Notícia VTM | CHTMAD preocupado com a saúde mental dos seus profissionais

No âmbito das comemorações do Dia Mundial da Saúde Mental, o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHMAD) realizou uma conferência para debater os problemas dos profissionais na área da saúde mental.
Nesta conferência forma apresentados alguns dados mundiais e nacionais, havendo várias conclusões. “A saúde mental sempre existiu, principalmente perturbações depressivas, de ansiedade, questões relacionadas com o sono e a síndrome de burnout que é, provavelmente, a mais associada aos profissionais de saúde”.
Quem o diz é Catarina Freitas, psiquiatra, e membro da comissão organizadora desta iniciativa, admitindo que com a pandemia “os números aumentaram drasticamente, mas também estamos mais atentos à saúde mental dos profissionais”.
Acrescentou ainda que “os profissionais que estão mais em risco são do sexo feminino e aqueles que estão em maior contacto com doentes Covid-19”.
Agora, nesta fase de pós-pandemia, o objetivo passa por “estarmos atentos às consequências do isolamento e também de uma possível crise económica, por isso é importante que os profissionais de saúde estejam bem para cuidar dos doentes”, salienta.
Dulce Maia, diretora do serviço de psiquiatria, revelou à VTM que “há várias coisas que nos preocupam”, destacando o facto de “durante a pandemia, ter sido criada uma linha de contacto telefónica e outro por email, totalmente anónimos, para que os nossos profissionais tivessem acesso aos cuidados de saúde mental que precisassem”.
Contudo, “tivemos muito poucos contactos”, lamenta, referindo que “ainda há muito estigma em pedir ajuda”, mas “isto não foi no CHTMAD, foi no país todo”.
“OS profissionais de saúde lidam, diariamente, com várias situações e é preciso olhar e cuidar da saúde mental deles”, frisa Dulce Maia, lembrando que “há profissionais de outras áreas com os mesmos problemas”.
» 
notícia ler mais